Henrique Dourado desabafa em tom de adeus: 'Minha vontade é sair'

Atacante pediu ao presidente do Fluminense para ser negociado logo

Na noite em que o Fluminense empatou com o PSV Eindhoven por 1 a 1 e foi derrotado nos pênaltis, pela Florida Cup, na última sexta-feira (12), o atacante Henrique Dourado fez um desabafo e confirmou que pediu ao presidente do clube, Pedro Abad, para ser liberado para o Corinthians.

"A minha vontade, neste momento, é sair. Não vou falar os motivos agora, mas todos vão saber em breve", afirmou o atacante, ao fim do jogo. "Passei isso para o presidente, para o Abel (Braga) e espero que isso se resolva rapidamente", completou.

Henrique Dourado não quer ficar no Fluminense e presidente aceita decisão (Foto: Divulgação/Fluminense FC)
Henrique Dourado não quer ficar no Fluminense e presidente aceita decisão (Foto: Divulgação/Fluminense FC)

Dourado não quis explicar o que exatamente aconteceu para ele desejar ir embora, mas o Fluminense tem atrasado os salários dos jogadores.

Além disso, o atacante não teria concordado como o jeito que alguns jogadores, como o goleiro Diego Cavalieri e o zagueiro Henrique, foram dispensados.

"É chato ficar falando, mas passamos algumas coisas aqui e não quero mais passar por isso", disse Dourado, que ficou em campo até os 26 minutos do segundo tempo, quando foi substituído por Pedro.

Em entrevista coletiva após o jogo, o presidente do Fluminense afirmou que aceita a decisão de Dourado. "Mesmo com essa vontade, se apresentou, treinou e viajou. Deu o máximo no jogo de hoje. Não adianta ter um jogador insatisfeito no elenco. Vamos respeitar a vontade dele, mas os interesses do clube têm de ser preservados."

Mais lidas nesse momento