Haas diz que meta para 2018 é estar a 0s5 da Ferrari

Dono da equipe norte-americana espera melhora de um segundo em seus carros para esta temporada

Depois de duas temporadas medianas e sólidas, a Haas quer dar um passo à frente neste ano. O time espera ficar a 0s5 de sua parceira, a Ferrari, que no ano passado foi vice-campeã de equipes e pilotos.

"Não é segredo que nós usamos muitos equipamentos da Ferrari, então estamos usando eles como nossa linha de base", disse o proprietário da equipe, Gene Haas.

Kimi Raikkonen, Ferrari, em batalha com  Romain Grosjean durante o GP do Japão, em 2017 (Foto: Divulgação)
Kimi Raikkonen, Ferrari, em batalha com Romain Grosjean durante o GP do Japão, em 2017 (Foto: Divulgação)

"Precisamos estar dentro de meio segundo das Ferraris para que possamos ser competitivos. Nós não estivemos bem assim no ano passado. Eu diria que éramos de 1s a 1s5 mais lentos que as Ferraris.”

"No geral, nós estivemos talvez a 2s das poles, então precisamos melhorar 1s se quisermos ser competitivos."

A Haas esteve na disputa para terminar em sexto no campeonato de construtores do ano passado, mas terminou dez pontos atrás da Renault e a seis da Toro Rosso. No entanto, terminar em oitavo pelo segundo ano foi um resultado sólido para uma equipe nova, e Haas acredita que a forma como o time chegou à F1 é digna de respeito dos rivais.

"Agora somos uma das equipes, no ponto que, se estivermos na frente de Lewis Hamilton ou quem quer que seja, eles não vão se perguntar: ‘quem são esses caras?", disse Haas.

"Eles sabem quem somos e acho isso bom. Em dois anos, nós sobrevivemos. Nós mostramos que podemos competir neste nível, e os times que ficaram à nossa frente não estavam muito longe.”

"Tenho certeza de que os times na nossa frente ficaram muito felizes por terem terminado na nossa frente, porque agora é como se tivessem outro concorrente para lidar."

Haas admitiu que o ano de 2017 foi "mais difícil" porque a "competição foi mais intensa".

Ele acrescentou: "no primeiro ano, parecia que tínhamos mais equipes como rivais”.

"No segundo ano, pareceu que muitas dessas equipes resolveram seus problemas e, de repente, conseguiram ser muito mais rápidas. O grid está ficando mais junto e todos estão melhorando”.

Mais lidas nesse momento