Donald Trump demite Tillerson e anuncia Mike Pompeo como secretário de Estado dos EUA

Trump não deu explicações para a mudança, anunciada em sua conta no Twitter.

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, demitiu o secretário de Estado Rex Tillerson e anunciou, nesta terça-feira (13), Mike Pompeo para o cargo. Em sua declaração, o presidente não deu explicação para a mudança.

Ex-secretário de Estado dos EUA, Rex Tillerson, durante entrevista coletiva em visita à Etiópia. Tillerson foi demitido por Trump nesta terça-feira (Foto: SIMON MAINA / AFP)
Ex-secretário de Estado dos EUA, Rex Tillerson, durante entrevista coletiva em visita à Etiópia. Tillerson foi demitido por Trump nesta terça-feira (Foto: SIMON MAINA / AFP)

O cargo de diretor da CIA, que até agora pertencia a Pompeo, ficará com Gina Haspel, a primeira mulher a assumir o posto.

O anúncio foi feito por Trump em seu Twitter. "Mike Pompeo, diretor da CIA, vai se tornar nosso novo Secretário de Estado. Ele fará um trabalho fantástico! Obrigado, Rex Tillerson, por seu serviço! Gina Haspel vai se tornar a nova diretora da CIA, e a primeira mulher escolhida para o cargo. Parabéns a todos!"

A saída de Tillerson do cargo representa a maior troca no governo Trump até o momento. Os rumores de que Tillerson deixaria o cargo começaram ainda em 2017. Em outubro, uma reportagem da NBC News afirmou que ele esteve perto de renunciar após tensões com Trump.

A reportagem dizia que Tillerson chegou a chamar o presidente de "imbecil" na presença de vários membros do governo. A publicação afirmava que ele tinha sido convencido pelo vice-presidente, Mike Pence, e outras autoridades a permanecer no cargo.

Até então diretor da CIA, Mike Pompeo vai assumir cargo de secretário de Estado nos EUA (Foto: JOE RAEDLE / GETTY IMAGES NORTH AMERICA / AFP)
Até então diretor da CIA, Mike Pompeo vai assumir cargo de secretário de Estado nos EUA (Foto: JOE RAEDLE / GETTY IMAGES NORTH AMERICA / AFP)

Publicamente, Trump criticou várias iniciativas diplomáticas de Tillerson, incluindo na última segunda-feira (13), quando os comentários do ex-secretário sobre o envenenamento de um ex-espião russo na Inglaterra pareciam em desacordo com os da Casa Branca.

Tillerson retornou de uma viagem ao continente africano horas antes do anúncio de Trump.

Mais lidas nesse momento