Sasc leva toneladas de calcário para agricultura familiar no sul do Estado

A iniciativa beneficia 1.000 famílias em 16 municípios piauienses

No último fim de semana, a Secretaria de Estado da Assistência Social e Cidadania (Sasc) realizou a entrega de 950 toneladas de calcário que foram distribuídas para pequenos agricultores em assentamentos e comunidades dos municípios de Baixa Grande do Ribeiro, Sebastião Leal, Bertolínia e Canavieira.

Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

A iniciativa, que faz parte do projeto da Sasc “Aplicando tecnologia na pequena agricultura”, com recursos advindos do Fundo Estadual de Combate à Pobreza (Fecop), beneficia 1.000 famílias em 16 municípios dos cerrados piauienses, objetivando diminuir a lacuna entre os pequenos produtores e os grandes no que tange à tecnologia aplicada na agricultura.  

Proporcionando para populações mais carentes o acesso a técnicas praticadas no seu entorno, mas que por falta de condições não a utilizam, produzindo de forma arcaica as culturas locais, o projeto da Sasc leva calcário e incorporação com gradagens subsequentes para a agricultura familiar. Com isso, o pequeno produtor local poderá corrigir a acidez do solo, disponibilizando-o para uma produção, aumentando sua renda, diminuindo os riscos de perdas e aumentando de maneira exponencial sua produtividade.

“Nós sabemos que o grande produtor já usa calcário e consegue colher bem mais na mesma área do que o pequeno agricultor que faz a sua plantação antes sem nenhum tipo de correção de solo. Por isso, o pequeno agricultor, o que a faz a agricultura de subsistência, produzindo o suficiente para o sustento de sua família, vai sentir a diferença a partir deste ano”, ressaltou o secretário de Estado da Assistência Social e Cidadania, Zé Santana. “Com essa ação as famílias podem até triplicar a produção de suas áreas plantadas”, completou.

O agricultor Geraldo de Sousa Brito, da cidade de Sebastião Leal, afirmou ser esse o primeiro benefício que recebeu. “Essa é a primeira ajuda ao homem do campo de nossa cidade que recebemos. Com um benefício desse a produtividade nossa vai crescer, vai melhorar os pequenos produtores, vai levar o conhecimento de alta produção até nós”, declarou. Perspectiva também compartilhada pelo agricultor Sebastião Cardoso, da cidade de Canavieira. “A iniciativa é realmente produtora e que nos traz uma dignidade de trabalhador de rural e o conhecimento de um secretário que enxerga realmente a realidade”, concluiu.