Barreira na divisa do Piauí com Ceará evita entrada de armas e drogas

A Secretaria de Segurança do Estado montou barreiras fixas e móveis em vários pontos e em horários variados na região

A estimativa é que cerca de 100 mil pessoas passem o Carnaval no litoral piauiense. Neste penúltimo dia de festas poucas ocorrências foram registradas no Centro Integrado de Segurança, a principal por perda de documentos.

"Para nós que viemos de outro Estado podemos dizer que nos dá tranquilidade”, disse o médico Phillipe Camargo, de São Luis-MA. “O Piauí está de parabéns em montar esta estrutura. As barreiras são um incômodo necessário para nossa própria segurança”, afirma Leonardo Carvalho, Goiânia-GO. “É a terceira vez que venho com a família curtir o Carnaval no Piauí. Todo ano a gente sente que melhora a segurança. Nossa festa está tranquila´´, explica o eletricista José Lucas, Sobral-CE.

A Secretaria de Segurança  montou barreiras fixas e móveis em vários pontos e em horários variados na região (Foto: Divulgação/SSP)
A Secretaria de Segurança montou barreiras fixas e móveis em vários pontos e em horários variados na região (Foto: Divulgação/SSP)

A prevenção tem sido uma das formas de garantir a tranquilidade dos foliões com barreiras fixas e móveis em vários pontos e em horários variados. Na região da localidade Camurupim, que dá acesso a Barra Grande e a divisa com o Ceará, a vigilância é permanente.

"Além das barreiras, mantemos contato permanentemente com as forças policiais do Ceará. Com esta troca de informações podemos monitorar situações suspeitas entre os dois Estados, garantindo evitar a entrada de drogas e armas", ressalta Capitão Audivan Nunes, Coordenador do Centro Integrado de Segurança Pública.

O secretario de Segurança Fábio Abreu fiscalizou as ações de perto (Foto: Divulgação/SSP)
O secretario de Segurança Fábio Abreu fiscalizou as ações de perto (Foto: Divulgação/SSP)

"Assim como em 2017, esperamos ter o Carnaval mais tranquilo do país. Fui pessoalmente acompanhar o trabalho das nossas forças de segurança em Teresina, Monsenhor Gil, Água Branca e outras cidades e em todos não registramos ocorrências de grande vulto. Aqui, no Centro Integrado, em Luis Correia, até o momento também observamos que temos uma situação de tranquilidade, apesar da grande quantidade de pessoas circulando", completa o Secretário Fábio Abreu ao conferir o trabalho na barreira montada em Camurupim.

Barreiras educativas também estão orientando motoristas e passageiros sobre vários serviços através de profissionais da Secretaria de Segurança, Detran, Secretaria de Saúde e Secretaria de Turismo. O projeto Vida no Trânsito fortalece a conscientização dos motoristas para evitar o uso de álcool quando for dirigir, além de reforçar a prudência nas vias.

Mais lidas nesse momento