Deputado repercute matéria do Portal AZ e faz críticas a secretário Florentino Neto

Parlamentar denunciou descaso em hospital de Floriano

O deputado estadual Gustavo Neiva (PSB) repercutiu a matéria do Portal AZ sobre as péssimas condições do Hospital Tibério Nunes, em Floriano, que foi veiculada neste domingo (11). O parlamentar, em pronunciamento na Assembleia Legislativa do Piauí (Alepi), exigiu ao secretário de saúde, Florentino Neto, que tomasse providências para a melhoria do funcionamento da unidade.

Gustavo Neiva (Foto: Divulgação/Alepi)
Gustavo Neiva (Foto: Divulgação/Alepi)

O conteúdo da reportagem é sobre a possibilidade dos médicos do hospital entrarem de greve por causa do atraso de salário e falta de medicamentos para os atendimentos. Além disso, ontem pela manhã houve um incêndio na sala de administração da unidade de saúde que resultou em prejuízos materiais. Os pacientes foram obrigados a sair do local.

“A reportagem é ilustrada com um print de uma conversa entre profissionais do hospital, que é excelência em Medicina na cidade de Floriano. Todo corpo clínico do Hospital Tibério Nunes é de referência e presta assistência à saúde de qualidade, mas a situação está ficando insustentável a situação”, destacou o deputado Gustavo Neiva.

O parlamentar ainda lamentou sobre o assunto ao dizer que as conversas com secretário de Estado da Saúde, Florentino Neto, não estão surtindo efeito.

“É só conversa, só visita, mas que não senti nenhum efeito prático. Estamos vendo o desmantelamento da saúde em Floriano. A gente fica triste por que essas pessoas, em que pese seu conhecimento, sua força de vontade de prestar assistência, eles não podem ficar sem receber durante 3 meses. Todos eles têm família,  contas a pagar. E ficar três meses sem salário não dá para continuar prestando serviço à comunidade. A principal causa disso é o uso político da Saúde. O hospital Tibério Nunes é um puxadinho da prefeitura municipal. Lá há excesso de pessoal, os prestadores de serviço são aliados da prefeitura. Lá falta medicamentos essenciais como dipirona, seringa água destilada. Nós de Floriano não aguentamos mais esse desgoverno, nós não aguentamos mais promessas, queremos ação para que essa situação se modifique. Estamos aqui para exigir providências imediata por parte do governo”, pontuou.

Gustavo Neiva ainda criticou os mutirões de cirurgias feitos pelo Governo. “Mutirão é um atestado de incompetência dos governos. A saúde preciso de uma ação contínua,” afirmou.

Assista ao vídeo abaixo:

Leia a matéria na íntegra: 

Os médicos do Hospital Regional Tibério Nunes, no município de Floriano, ameaçam entrar em greve por tempo indeterminado por causa das péssimas condições de trabalho. Os profissionais estão há três meses sem receber salários. De acordo com denúncia feita ao Portal AZ, na unidade de saúde faltam medicamentos essenciais para os atendimentos, como por exemplo: Fentanil, utilizado para analgesia de pacientes da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e até mesmo dipirona. 

Leia mais: 
Médicos de Floriano ameaçam entrar em greve por tempo indeterminado

Mais lidas nesse momento